O velho safado

InícioBotecoCardápioBibliografiaLeitoresColaboração


16 ago., 2014
92 notas



Fui ao banheiro e olhei minha cara no espelho. Horrível. Podei uns fios brancos na minha barba e outros tantos no cabelo em volta da orelha. Olá, Morte. Você já me deu quase seis décadas. Já lhe dei muitas chances; há muito tempo eu deveria ser seu. Quero ser enterrado perto do hipódromo… onde possa ouvir o tropel dos cavalos na reta final.

BUKOWSKI, Charles. Mulheres.

16 ago., 2014
0 notas
vivifique: Amando esse tumblr *-* Tudo muito lindo aqui.

Obrigaaaaaada!

16 ago., 2014
97 notas



Você se dá conta que o seu desejo ardente de justiça e de um mundo melhor é apenas uma fachada para ocultar a decadência e a vergonha e o fracasso que residem dentro de você?

BUKOWSKI, Charles. Notas de um velho safado.

16 ago., 2014
113 notas

Comemorando o aniversário de 94 anos do velho safado.

Comemorando o aniversário de 94 anos do velho safado.

15 ago., 2014
1 nota
sereno: Melhor blog que conheço sobre o velho. Você embeleza minha dash.

poxa, muito obrigada!

15 ago., 2014
34 notas

VIDA EM MEIA CONCHA

O óbvio vai nos matar,
o óbvio está nos matando,
nossa sorte foi esgotada.

Como sempre, nos reagrupamos
e esperamos.

Nós não esquecemos como
lutar,
mas as longas batalhas nos deixaram
cansados.

O óbvio vai nos matar,
nós somos engolidos pelo
óbvio.

Nós permitimos.
Nós merecemos.

Uma mão se move no
céu.
Um trem de carga passa no meio da noite.
As cercas estão quebradas.
O coração se senta solitário.

O óbvio vai nos matar.
Nós esperamos, sem sonhar.

- Charles Bukowski (tradução de Jao Moonshine)

12 ago., 2014
109 notas

cuidado com os livros didáticos, cuidado com as bibliotecas,
cuidado com as galerias,
cuidado com o pai e o professor.
cuidado com a mãe.

nascemos numa civilização atordoada
por uma mediocridade esmagadora.

o que está diante de nós é um truque, uma
ilusão, uma mentira.

- BUKOWSKI, em parte do poema Bem Morto do livro Vida Desalmada.

12 ago., 2014
188 notas



Filho-da-puta, a gente nascia para lutar por cada centímetro do terreno. Nascido para lutar, nascido para morrer.
Pensei nisso. E tornei a pensar.
Depois me recostei em minha poltrona, dei uma boa tragada no cigarro e fiz um círculo quase perfeito.

BUKOWSKI, Charles. Pulp.

12 ago., 2014
172 notas

pedrimsousa:

Gosto um pouco desse escritor, mas não muito. #Bukowski

pedrimsousa:

Gosto um pouco desse escritor, mas não muito. #Bukowski

31 jul., 2014
90 notas



Ora, tudo que posso dizer é que existem bilhões de mulheres no mundo, certo? Algumas bem vistosas. Muitas muito bonitas. Mas de vez em quando a natureza nos sai com um truque bestial, reúne todos os atributos numa mulher especial, uma mulher inacreditável. Quer dizer, a gente olha e não acredita. Tudo se move em perfeita ondulação, mercúrio, serpente, a gente vê umas cadeiras, um cotovelo, uns peitos, um joelho, e tudo se funde numa unidade gigantesca, um todo inesquecível, com aqueles olhos lindíssimos a sorrir, a boca meio descaída, os lábios imóveis como prontos para estourar numa gargalhada, pela sensação de impotência da gente. E elas sabem se vestir, e o cabelo longo incendeia o ar. Tudo demais, porra.

BUKOWSKI, Charles. Pulp.


Página 1 de 112



Theme